Google
 

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Pedro Homem de Mello

Fado

 

Porque é que Adeus me disseste

Ontem e não noutro dia,

Se os beijos que, ontem, me deste

Deixaram a noite fria?

Para quê voltar atrás

A uma esperança perdida?

As horas boas são más

Quando chega a despedida.

Meu coração já não sente.

Sei lá bem se já te vi!

Lembro-me de tanta gente

Que nem me lembro de ti.

Quem és tu que mal existes?

Entre nós, tudo acabou.

Mas pelos meus olhos tristes

Poderás saber quem sou!

1 comentário:

BSH disse...

Parabéns!

Gostei muito...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/
http://paixoes-longinquas.blogs.sapo.pt/
http://desabafos-solitarios.blogs.sapo